ORNITORRINCO

A INSPIRAÇÃO É MULHER

A inspiração é uma menina muito egoísta. Vem e vai a seu bel-prazer. Te joga no chão no meio da noite, te faz uma emboscada numa viagem de metrô, te surpreende no meio do duche, te pisca o olho num simples atravessar de rua. Musa. Chata. Linda. Ela é aquele relacionamento tipo booty-call que você não quer ter. Você nunca consegue chamar para nada, mas quando ela aparece em plena madrugada não tem como falar não.

E ela é assim com todos. Libertina e libertária. Mulher, sim. Claro. Daquelas que não se deixam agarrar; as imprevisíveis. Mas que nos tocam o suficiente para alimentar a esperança que um dia quem sabe talvez caia de vez e constante nos nossos braços. Ela é de todos e não de ninguém. Uma Leila Diniz da vida. Musa. Chata. Quando aparece ninguém fica indiferente, mais paixão, mais clareza, mais vontade.

O seu desaparecimento leva a página em branco, ao tédio, à confusão. Mas ela tem uma irmã, sim mais feia, sim, sem tanto encanto, mas que ajuda nos dias (meses, anos) em que a inspiração vai tomar banhos de sol. A disciplina é das duas a irmã mais metódica e mais paciente. Ela é a que senta do seu lado, faz chá, te instiga a trabalhar, a pensar. Querida disciplina. Ela também não é fácil. Não se deixa apegar a qualquer um, apenas aos que merecem. Mas quando merece é casamento.

Nenhuma das duas anda parando aqui em casa. A inspiração nem sei quando foi a última vez que a senti no corpo. A disciplina, bem, temos as nossas diferenças. Até temos trabalhado no nosso relacionamento mas parece que não há química. Durante muito tempo acreditei que a inspiração só vinha em momentos maus, e do que era sofrimento se materializava algo de valor. Logo eu era o oposto do Vinicius, não era o apaixonar-me mas o fim que me instigava a escrever.

Com o tempo, para minha grande surpresa entendi que também conseguia escrever em momentos felizes. Mas sem dúvida é a urgência do fim, a tristeza, a saudade que a fazem aparecer. Não que tenha que escrever sobre isso, apenas tem que ser esse o estado de espírito.

Inspiração, se me lês, só queria te avisar que nada tá particularmente bem, podemos trabalhar em cima disso.
Não sei porque ela não me liga mais, nem responde minhas mensagens no whatsapp. E escusado será dizer que drogas não funcionam. Pelo menos não comigo. Não há green fairy que a faça correr para os meus braços. Se alguém com mais sorte que eu tiver em contato direto com ela (a inspiração! A disciplina eu tenho o número) falem para ela passar aqui para a gente sei lá, fazer um 7-minute dancing party, não preciso mais que isso. O meu endereço é Rua Jangadeiros 28. Valeu.
Sahara Boreas estuda Cultura e Comunicação Alimentar.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 16/09/2014 por em Sahara Boreas.
%d blogueiros gostam disto: