ORNITORRINCO

VOLTANDO DO FUTURO

Galera, acabei de voltar do futuro só pra dizer que lá na frente está a maior confusão. Vocês ainda não estão sabendo, e nem vão estar vivos para ver, mas muita coisa mudou, enquanto outras simplesmente não existem mais. Coisas ruins e coisas boas aconteceram. Por exemplo, acabaram as novelas. Não tem mais. Começou com uma greve do pessoal da maquinaria, depois os câmeras apoiaram, então os maquiadores, depois os operadores de luz e daí foi geral. Os atores foram os últimos a entender o que estava acontecendo, a maioria estava ocupada com outras coisas, mas se viram sem alternativa e aderiram ao movimento. Por fim, todo mundo decidiu que não valia mais a pena fazer novela.

Outra coisa que não tem mais é futebol. Quer dizer, futebol tem, mas diferente. Os jogadores agora só fazem repetir os jogos que aconteceram no passado. O resultado não muda, todo mundo já sabe o placar, mas mesmo assim os estádios lotam, todo mundo quer ver o clássico Alemanha x Brasil da Copa de 2014, querem ver os astros marcando gol, levando faltas, cobrando pênaltis, e tudo é representado perfeitamente, com detalhes meticulosos. Entre uma paralisação e outra, os jogadores fazem propaganda de algum produto (cueca, shampoo, curso de inglês, etc). No futuro é terminantemente proibido jogar pelada. Quem for pego com uma bola na rua, vai preso na mesma hora.

O sexo mudou. Não tem mais isso de heterossexual nem homossexual. Todo mundo é egossexual. Ninguém mais transa com ninguém. Porque as pessoas não querem ter contato físico, trocar fluídos, nem correr o risco de se apaixonar profundamente por uma pessoa e no outro dia descobrir que não era quem imaginavam que seria, ou que não era amor. Então, quando alguém diz que quer trepar com outra pessoa, o que ela está querendo dizer é que cada um vai pra sua casa e transa sozinho via bluetooth pelo iSex da Apple – quase todo mundo tem porque rolou um desconto de uma operadora de celular.

Dinheiro não existe mais, ninguém mais precisa comprar nada. Todo mundo tem o mesmo padrão de vida. Foi a única forma que encontraram para acabar com a corrupção, com os roubos e a bandidagem. O que aconteceu foi que dinheiro começou a ficar escasso, apenas poucas pessoas tinham, aí todo mundo começou a roubar todo mundo. Amigo roubando amigo, namorado roubando namorado, de tudo que é jeito, em tudo que é lugar. O dinheiro foi ficando cada vez mais raro até o dia em que passou a não valer mais nada. No futuro, se você quer alguma coisa, você apenas diz que quer essa coisa e pronto. Com o fim do dinheiro veio o fim da propriedade privada. A casa de qualquer um é sua casa também. Ou seja, todo mundo tem casa no Brasil, na Grécia e no Havaí, por exemplo.

Assim que acabou o dinheiro, a religião também se extinguiu. Inclusive, muitos cientistas estão tentando descobrir o que foi a religião, como ela se manifestava nos corpos das pessoas. Alguns historiadores tentam explicar o conceito de Deus, a história de Jesus e tal, mas a população não entende muito bem como funcionavam os milagres e os pecados.

Não existe mais comida. Todo mundo toma uma pílula todos os dias para poder ficar vivo e com energia. A fome foi erradicada. Dizem que existem uns grupos de pessoas que se reúnem no interior do país para poder degustar uma laranja, uma batata, um chocolate, mas eu não cheguei a conhecer.

E por fim, no futuro não existe futuro. Lá de onde acabei de chegar faltam poucos meses para tudo acabar. Não há mais esperança. Por isso eles estão começando a mandar umas pessoas pro passado, no caso, aqui, pro presente. Confuso? Se preparem porque vai começar a chegar um monte de gente que ainda não nasceu. O futuro do futuro é agora.

Gabriel Pardal é editor do ORNITORRINCO.
Site / Twitter / Facebook / Instagram

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 18/07/2014 por em Gabriel Pardal.
%d blogueiros gostam disto: