ORNITORRINCO

COPA COMPRADA NO CARTÃO

Até me envergonho em admitir, meus caros compatriotas, mas não há razão para pensarmos diferente do Rodrigo Constantino e do Reinaldo Azevedo desta vez. Mesmo eu, um brasileiro do tipo “sorriso amarelo”, sem muito orgulho e sem muito amor, sem ir ao estádio, sem comer coxinha de ossobuco, já acredito cegamente neste fato. E de fato eu coloco como um “fato”, pois as provas que vemos se multiplicarem por aí, já são capazes de nos fazerem abandonar o terreno das teorias da conspiração. Já dá para cravar: A Copa está comprada.

Não sei se serei capaz de enumerar todos os episódios que nos apontam o caminho claro e inquestionável para comprovação desta manobra engendrada pelo partido que governa este país desde 2003, mas farei aqui alguns passeios por algumas pistas que sopram para esta direção. O placar entre Brasil e Croácia foi 3×1. Invertendo os números finais da partida inaugural deste grande evento esportivo, com qual numeral ficamos? 13. E quem é o jogador do torneio que até agora fez mais gols numa mesma partida? O alemão Thomas Müller. E vocês sabem qual é o número da camisa dele? 13.

A final da Copa acontecerá em julho, especificamente no dia 13. E por qual razão tantos jogos tendo início às 13h, sendo que o sol é carrasco em várias das cidades-sede? Os jogadores que marcaram gols no jogo entre Honduras e Equador carregavam um mesmo número em seus respectivos uniformes. O número era 13. Além disto, pela primeira, vimos um México nos enfrentar vestidos de vermelho. E trajados com esta cor, não nos deixaram vencer. As duas marcas de cerveja que patrocinam o evento apostam no vermelho para exibir suas marcas e colorirem seus copos personalizados nas arenas Padrão FIFA que são como shoppings quando entramos e somos preenchidos por aquela sensação de que poderíamos estar em qualquer lugar do mundo.

Mesmo derrapadas mais graves de seleções de tradição como Espanha e Inglaterra, são contraprovas produzidas ardilosamente para desviar a nossa atenção. Mas se nos aprofundarmos mais atentamente a esta mesma questão, veremos que ela mostra equipes europeias eliminadas com a contribuição de seleções de natureza “bolivariana”, países atualmente ou recentemente governados por tendências de esquerda (Chile e Uruguai). Afinados ideologicamente com o PT, eles obviamente foram favorecidos pelo fato do Brasil ter despendido uma volumosa quantia para garantir que a Copa não nos escapasse por entre os dedos de Júlio Cesar ou pelos dribles errados de Neymar.

Diante de todos estes indícios, é óbvio que a presidente Dilma comprou esta Copa. Navegando insone pela internet de madrugada, ela encontrou uma promoção no Groupon. No Peixe Urbano é que não poderia ter sido, pois o site tem Luciano Huck como um dos seus donos. E todos nós sabemos que o marido da Angélica é amigo íntimo e cabo eleitoral declarado do tucano Aécio Neves. A pechincha encontrada por Dilma, além de garantir ao Brasil o seu sexto caneco, ainda dava direito a uma barca de Sushi de 46 peças e tudo por R$ 99,90. A presidenta passou no cartão corporativo que saiu do bolso do juiz. Cartão vermelho. Tarja preta. À vista. Só não vê quem não quer. Constantino viu. Azevedo viu.

VEJA você.
VEJA só.
VEJA, que lixo.

Gabriel Camões é palhaço, ator, poeta, jornalista e colunista do ORNITORRINCO.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 26/06/2014 por em Gabriel Camões.
%d blogueiros gostam disto: