ORNITORRINCO

DANILO GENTILI NÃO TEM GRAÇA

É impressionante a incapacidade do Danilo Gentili em entrevistar qualquer convidado. Provavelmente mais interessado em si próprio, é perceptível seu desinteresse no entrevistado, limitando-se a soltar uma piada boba atrás da outra ao invés de fazer um encontro de verdade acontecer. Por encontro, leia-se: momento entre duas pessoas que provoque algo entre elas, onde uma interfira na outra como num jogo de frescobol (que é a metáfora perfeita, pois não há vencedor).

A melhor coisa que o Danilo já fez foi justamente um personagem chamado Repórter Inexperiente, quadro do programa CQC. Foi graças à esse quadro que Danilo ficou conhecido no país, consequentemente lotando seus shows de stand up comedy e pouco a pouco (ou muito rápido, depende de como você vê) ganhando prestígio nos programas de entretenimento da TV. Foi um dos primeiros a sair do CQC para seguir em carreira solo. Na Band, criou o programa “Agora É Tarde”, um Late Night Show como manda a tradição americana, exceto por uma coisa: Não tinha o mesmo carisma, nem a mesma audiência. Para estar à frente de um programa como esse não basta saber tirar onda com a cara dos amigos, nem ter uma ou duas piadas na manga, é preciso ser inteligente.

Sou fanático por entrevistas. Minhas favoritas são as entrevistas em texto (livros, revistas, jornais, etc), seguidas pelos clássicos programas de TV no formato Talk Show (em que o convidado fica frente a frente com o entrevistador), e por fim, mas não menos interessante, os Late Night Shows, que é onde o programa do Danilo Gentili se inclui. É um sub-gênero do Talk Show, um tipo de programa de entrevista que é orientado pela comédia e vai ao ar no final da noite. As características do gênero incluem monólogos onde os apresentadores brincam com as notícias do dia, esquetes de comédia, entrevistas com celebridades e performances musicais. Nomes como Johnny Carson, David Letterman e Jay Leno marcaram a história do formato, a partir de então foram surgindo novos apresentadores não menos excelentes, como Cona O`Brien, Craig Fergunson e Jimmy Fallon. (Um parêntesis de fã: Craig Ferunson é um dos meus favoritos justamente por conseguir fazer uma entrevista sobre NADA ser prazerosa, ele tem o costume de fazer perguntas sem pé nem cabeça e seu ritmo de piada e sua capacidade insana de improviso são absolutamente marcantes). Aqui no Brasil, Jô Soares é o maior representante do formato, com grande êxito, mas que há algum tempo já tem dado sinais de cansaço.

Com um cachê girando em torno dos R$ 90 mil reais, Danilo está apresentando o “The Noite”, no SBT. Indo direto ao ponto (ou ao pito): a verdade é que seu programa é sem graça, bobo, depreciativo, irrelevante. Não consigo imaginar o que passa na cabeça de um artista que aceita sentar naquele sofá. Para se defender, Danilo disse em entrevista para o portal UOL, “Não sou apresentador de talk show, sou um fã do formato fazendo coisas de fã. Não quero ter carreira em TV, quero fazer o que eu gosto.” Para atrair convidados para o seu show, Danilo costuma explicar para o entrevistado que o público tende a gostar mais dele quando o vê rindo de si mesmo. Essa explicação faz parte do que ele define como “catequização do entrevistado”, tentativa de convencer o outro a se zoar e permitir ser zoado na frente das câmeras.

Zoado? Danilo se refere à isso como “desconstrução” da celebridade. Acontece que nem todo mundo quer ser “desconstruido” na frente das câmeras da TV. Recentemente foi criticado pelo site de música Pitchfork, após ter entrevistado a cantora Sky Ferreira. Danilo perguntou “Você acha que todo mundo está adorando a música por causa do seu trabalho ou por causa da capa?”, referindo-se à capa do álbum “Night Time, My Time”, na qual a cantora aparece com um dos seios à mostra. O site considerou a pergunta “muito esquisita”, classificando o entrevistador de “rude”. Sky riu e respondeu: “Acho que é por causa da música, mas ajuda se você for um pervertido”.

Não satisfeito, Danilo ainda lançou mais uma pergunta ridícula, sobre a aranha no clipe da Sky, imaginando que estava sendo engraçado ao dizer “Você tem um clipe onde uma aranha acaba encostando em outra aranha”, se referindo à cena onde a aranha caminha pelo púbis da cantora. Visivelmente desconfortável, Sky Ferreira parecia arrependida de estar sentada ali. Aparentemente, Danilo nunca escutou sua música, pois não fez nenhuma pergunta relevante sobre o seu trabalho. Suas perguntas não passavam do óbvio “Você tem vontade de aprender português?”. Trabalho medíocre, devo dizer. Acaba a entrevista e a impressão que deve ter ficado na cantora americana é de ter passado uns longos onze minutos ao lado de uns adolescentes de quinze anos lhe fazendo piadas imbecis. Aliás, se fosse entrevistada por garotos de quinze anos, teria sido bem mais divertido.

A crítica do site Pitchfork tem razão. Não tem graça nenhuma a pergunta-piada do programa a respeito da capa do disco. É uma pergunta inútil, desinteressante, e uma piada sem efeito. Por favor, a essa altura do campeonato, fazer piadas sobre peitos? E o pior é que parece ser um estilo de comédia que ele usa com basicamente todos os seus entrevistados – lembrando que um dos momentos clássicos do programa é quando ele mostra a edição da G Magazine em que o músico Roger (do Ultrage a Rigor, e vocalista da banda do programa) foi capa da revista. Francamente. Dá pra imaginar o Danilo e seus amigos numa sala comendo Doritos, fazendo este tipo de comentário com qualquer coisa que apareça na TV.

Infelizmente, ainda se gasta muito dinheiro investindo em bobagens como essa. O programa não tem relevância nenhuma, nem para o circo do entretenimento, nem para a minha cabeça vazia procurando por algum lixo no meio da madrugada.

Assista a entrevista aqui:

Gabriel Pardal é editor do ORNITORRINCO.
Site / Twitter / Facebook / Instagram

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 14/06/2014 por em Gabriel Pardal.
%d blogueiros gostam disto: