ORNITORRINCO

TARANTELAS E TARÂNTULAS



Pensando em ver desenho animado em um daqueles dias que gostaria de ler um livro em branco, ouvir silêncio orquestrado, dançar sem música, topei com Pulp Fiction rolando na TV. Meu pai em um segundo (estava ao meu lado) largou tudo que estava fazendo e minha mãe (psicóloga) pensou “não tenho cabeça pra mais maluquice” mas se perdeu na tela.

Por mais que você não queira ver ninguém morrer, nem ser torturado, nem ser estuprado ou qualquer barbaridade do tipo, Tarantino consegue fazer você querer. Ele desperta um lado perverso e infantil em todo mundo. Parece uma regressão às lutas com brinquedos em que simulávamos violência de uma forma inocente (ou não). Ninguém aqui quer santificar as crianças. Quem sofreu bullying sabe do que estou falando.

“A melhor trilha sonora ruim que eu já ouvi” eu penso. As músicas são boas e são simulacros da breguice. Canções como aquela clássica “girl, tadam-dam-dam, you’ll be a woman soon” são lindas e ao mesmo tempo revoltantemente toscas. Quer dizer então que ele me faz querer ouvir o que eu não gosto e ver o que não quero com um sorriso no rosto. Tarado Tarantino.

Os personagens são impressionantes, os diálogos essenciais e prolixos. Me perco (de amores). Quando você pensa que algo é urgente no filme, o tempo se espalha e se expande e de repente todos os diálogos inúteis se tornam cruciais e desesperadores. O desespero que ele me dá é imenso e essencial na minha vida. Não consigo passar meses sem assistir Tarantino ou algum filme como “Um drink no inferno”. Não cursei cinema mas não consigo deixar de falar sobre Quentin.

Me dá um medo, uma aflição. Parece que gosto de sofrer nas mãos dele, tortura com cosquinha. Risada demais é desespero. Eu sei. Me sinto assim com ele. Quero rir da morte e dançar ao som do lance mais pop do momento. Eu poderia morrer vendo um filme desses.


Alice Caymmi é cantora e compositora.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 04/06/2013 por em Alice Caymmi.
%d blogueiros gostam disto: